Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para busca 3 Ir para rodapé 4 Acessibilidade 5 Alto contraste 6

---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?

Educação
Aulas de Reforço no Contraturno na Escola I. M. Osvin Schmitt

Publicado em 24/11/2021 às 15:27 - Atualizado em 24/11/2021 às 16:01

O ano de 2020 nos apresentou um contexto muito diferente de tudo o que já vivemos e experienciamos até então na história recente da humanidade.

Numa realidade em que o mundo todo está interligado e onde teve que necessariamente parar de um dia para o outro, as instituições de ensino também foram atingidas de forma contundente, abrupta e intensa.

A pandemia declarada pela OMS no início do ano letivo condicionou a educação escolar brasileira e mundial a interromper e paralisar todas as atividades, impactando a vida de gestores, professores, alunos e famílias.

Esta situação desencadeou momentos de muita insegurança para todos os envolvidos no processo de ensinar e aprender.

Até meados de março de 2020, tínhamos a percepção da escola como um espaço de aprendizagem, de Inter relações entre professores, alunos e gestores, tendo como coadjuvantes as famílias de boa parte dos educandos.

A partir de então, com a decretação de isolamento social em função da COVID-19, gestores estaduais começaram a refletir sobre o seu papel e responsabilidade de cada segmento organizacional da educação catarinense, no intuito de não interromper o processo de educação dos alunos matriculados, já que esta situação poderá (poderia) durar vários meses.

Atendendo ao pressuposto de que a escola não se define pela sua estrutura física, muros, pátios, áreas de convivência e quadras de esporte, apesar de todos os desafios, percebeu-se que a escola poderia acontecer de forma remota, através da veiculação de conhecimentos por meio da internet.

Dessa forma, garantiu-se que as instituições escolares, gestores e professores de alguma forma não ficassem longe dos estudantes, mas tendo oportunidade de concretizarem o seu processo de aprendizagem de forma remota, atingindo-os de forma distinta.

A pandemia do novo coronavírus tem impactado diretamente a economia global, gerando grandes mudanças sociais. No meio de uma crise, padrões de comportamento e hábitos que antes pareciam tão fixados na nossa rotina tendem a sofrer transformações desde a adoção do trabalho remoto. O momento atual está sendo um grande catalisador do futuro e a tecnologia se encontra na linha de frente para esse novo cenário. Estudantes e familiares reclamam da falta de acesso à internet, da falta de local adequado para estudos em casa e da falta de contato com os educadores. Novos padrões foram adotados, os professores tiveram que se adaptar à educação a distância interagindo pelo Whatzapp, material impresso e telefone com seus educandos e os alunos trabalhar sem o auxílio constante e presencial do professor somente através do trabalho remoto à distância com o apoio da família e a tecnologia como aliada e imprescindível para este momento.

E retornando as aulas gradativamente no ano letivo de 2021 percebeu-se os grandes impactos que tivemos diretamente na área educacional e assim a Secretaria de Educação, Cultura Esporte e Laser, optou-se pelas aulas  de reforço escolar para sanar as dificuldades dos educandos pois o reforço escolar tem por objetivo a aprendizagem dos educandos em nível de desigualdade com o ritmo da turma, consolidando e ampliando os conhecimentos, enriquecendo as experiências cultuais e sociais, para assim ajudá-lo a vencer os obstáculos presentes em sua aprendizagem. As aulas de reforço estão sendo ministradas desde o dia 09 de agosto do corrente ano, pela Administradora Escolar Marizane A.S. Thomas com os alunos de 1°,2° e 3° Ano nas segundas e quartas feiras no contraturno das aulas normais, e com os alunos do 5° Ano a Diretora Ione Weber dando ênfase às disciplinas de Matemática e Português.


Galeria de Fotos

  • {{galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
  • {{galeriaMultimidia.length + galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
Fechar